Sexta, 08 Janeiro 2010 14:21

Programa de restauro de filmes antigos

Inscrições até 19 de fevereiro

Os filmes nacionais, ameaçados pelo tempo ou por condições precárias de conservação, já podem ser restaurados pela Cinemateca Brasileira. Um convênio assinado com a Petrobras destina R$ 3 milhões de reais para preservar a memória cinematográfica nacional. O prazo para as inscrições termina no dia 19 de fevereiro.

A iniciativa desse programa é da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, por meio da Cinemateca Brasileira, que vai selecionar as obras para restauração nos seus laboratórios. A Comissão de Seleção será composta por um representante do Ministério da Cultura, um indicado pela Petrobras, um da Associação Brasileira de Cinematografia (ABC) e dois profissionais da Cinemateca Brasileira.

Os interessados podem se inscrever enviando uma solicitação para:

Sociedade de Amigos da Cinemateca Brasileira
Seleção do Programa de Restauro Cinemateca Brasileira Petrobras. Edição 2009
Largo Senador Raul Cardoso, 207
CEP: 04021 - 070 - Vila Clementino - São Paulo - SP

A proposta de restauração pode conter mais de um título, respeitados os seguintes limites: uma obra de longa metragem; ou até três obras cuja duração somada não ultrapasse 90 minutos; ou até cinco obras que não ultrapassem 60 minutos.

O transporte dos filmes fica por conta do programa e ao final da restauração os selecionados receberão uma cópia nova da obra e 20 exemplares em DVD. Em troca do trabalho, a Cinemateca Brasileira ficará com uma matriz digital e os direitos do filme para a Programadora Brasil - que patrocina exibições não-comerciais em lugares que não têm salas de cinema - e o Banco de Conteúdos Audiovisuais que será montado pela Secretaria do Audiovisual.

Cinemateca Brasileira

É a instituição da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura responsável pela preservação da produção audiovisual brasileira. Surgiu em 1940, em São Paulo, graças ao empenho de cinéfilos que marcaram a história do cinema nacional: Paulo Emílio Salles Gomes, Francisco Luiz de Almeida Salles, Décio de Almeida Prado e Antonio Candido de Mello e Souza.

Atualmente, a instituição divulga e restaura seu acervo, um dos maiores da América Latina. São cerca de 200 mil rolos de filmes, entre longas, curtas e cinejornais. Possui também um amplo acervo de documentos formado por livros, revistas, roteiros originais, fotografias e cartazes.

Confira a convocação com o regulamento.

Mais informações: http://www.cinemateca.gov.br/

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Tel.: (11) 3512-6111

(Jane de Alencar, Ascom SAv/MinC)