Quarta, 12 Dezembro 2012 10:35

O que você tem feito por sua Associação?

Avalie este item
(0 votos)

Você é sócio de uma Associação de Bibliotecários, Arquivistas, etc?O que você tem feito por sua Associação? participa efetivamente? 
A maioria dos profissionais esperam das Associações algo tangível e se perguntam: O que faz a Associação por mim? Porque devo associar-me? 
No entanto ao se defrontarem com alguma situação adversa e desfavorável para os arquivos, as bibliotecas e outras unidades de informação e para os arquivistas, bibliotecários e outros profissionais, o primeiro que pensam é: O que está fazendo a Associação? Não vai fazer nada?

Associar-se e participar das Associações oferece muitos benefícios.

A maioría dos benefícios são de longo prazo, de caráter estrutural para a profissão. A participação também contribue com o desenvolvimento profissional individual e permite atuar no presente para melhorar o futuro para nós e para nossas bibliotecas, arquivos, museus, etc.
As Associações representam nossos interesses e os das unidades onde atuamos. Todo coletivo profissional, se faz mais forte quando há uma instituição que o respalda e zela por seus membros diante de outras Instituições, o Estado e a Sociedade em Geral. Também, as associações colaboram com o Estado na elaboração de políticas culturais, especialmente aquelas que tenham que ver com o acesso a informação e o fomento a leitura.

Sem dúvidas, nada disso se pode obter sem apoio das Associações. As associações são organizações sem fins lucrativos e sua sustentabilidade se dá mediante a participação de seus associados. Cada associação define cuidadosamente um valor que lhe permita ano a ano marcar presença, atuar politicamente, organizar eventos, oferecer cursos, prêmios, reconhecimentos, publicações, ter um sitio na web e manter uma infraestrutura que sirva para respaldar os profissionais que representa.

Olhando de fora vemos que há associados que estão sempre presentes. Fazem parte dos conselhos diretivos, das comissões, organizam eventos. Então pensamos que não há lugar para mais gente, que outros já estão fazendo o trabalho. Mas as Associações necessitam da colaboração de todos

(Texto de Maria Violeta Bertolini, traduzido e adaptado)