Quinta, 22 Fevereiro 2007 09:55

Livro Livre em Brasília - convite

livro_1O LIVRO LIVRE é liberação de livros em espaços públicos, na mesa de um bar, no banco de um ônibus ou metrô, no balcão de uma padaria ou de um banco, para permitir o amplo acesso aos livros. Cada pessoa pode deles se apropriar para lê-los e, depois, novamente, libertá-los.

O diferencial do BNDES, inclui entre seus programas de incentivo à Cultura (Patrimônio Histórico e Cinema), o Programa de Apoio a Projetos de Preservação de Acervos. Trata-se de recursos não reembolsáveis destinados à modernização de museus, arquivos e bibliotecas, visando a preservação e segurança de seus acervos e a melhoria das condições de atendimento e acesso ao público. 

 

Leia a matéria na íntegra ...

9 a 11 de julho, Brasília, Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios

 

Evento paralelo ao XXII CBBD, promovido pela ABDF e se justifica tomando-se como base o sucesso dos eventos regionais voltados para profissionais envolvidos com a informação jurídica. Busca-se nesse seminário, a troca de informações entre os bibliotecários da área jurídica que atuam no âmbito dos poderes executivo, legislativo e judiciário (federal, estaduais e municipais), das instituições acadêmicas e da iniciativa privada (escritórios de advocacia, bibliotecas dos órgãos de classe). O tema central do seminário é “Informação jurídica: trabalhando direito”.

Sua realização será no auditório do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios. O seminário está dividido em duas etapas: a realização de painéis e mesas redondas no período da tarde e, pela manhã, oferecimento de cursos de curta duração, com conteúdos muito específicos. São três painéis: Soluções ao alcance de todos: com o objetivo de mostrar as experiências que obtiveram sucesso em diversos órgãos públicos e o que estão realizando para o controle e disseminação de informação jurídica seja para os operadores do Direito ou para o cidadão; Mercado de trabalho: discutir a formação do bibliotecário jurídico e o mercado de trabalho em diversos setores; Desenvolvimento de coleções: discutir a influência, características e conseqüências do universo gigantesco da informação jurídica no desenvolvimento de coleções.

O seminário será uma grande oportunidade para o intercâmbio e a troca de experiências para profissionais bibliotecários, cientistas da informação e arquivistas que atuam nas áreas de informação e documentação jurídica. Alguns dos cursos previstos: Pesquisa de legislação federal: Pesquisa no SICON; Elaboração de ementas; Jurídica (BDJur e no Consórcio); Fontes de informação jurídica. 

8 a 11 de julho, Brasília – Centro de Convenções Ulysses Guimarães

 

Evento consolidado no mercado nacional. É um espaço de difusão e produção técnica, científica, social e cultural e, o maior fórum de discussão e deliberação sobre os temas pertinentes à área dos profissionais da informação no Brasil. Promovido pela Federação Brasileira de Associações, Cientistas da Informação e Instituições – FEBAB em parceria com uma associação filiada. A Associação dos Bibliotecários do Distrito Federal – ABDF decidiu firmar parceria com a FEBAB para a realização do XXII CBBD que foi aprovada em Assembléia Geral de 29 de junho de 2006. Para a realização do evento foram montadas equipes de trabalho a fim de garantir qualidade a um dos maiores eventos de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação da América Latina.

O tema definido: "Igualdade e diversidade no acesso à informação: da biblioteca tradicional à biblioteca digital" proporcionará a discussão e reflexão sobre o desenvolvimento e inovação nos serviços e produtos de informação oferecidos pelos diversos tipos de bibliotecas: escolares, públicas, especializadas, universitárias até os serviços de informações disponíveis nas mais modernas tecnologias de informação da sociedade contemporânea.

O evento proporcionará excelente oportunidade para a troca de experiências, idéias e proposições.Procurará intensificar o relacionamento entre os participantes para fortalecer os laços já existentes e ampliar horizontes de conversação e serviços, fundamental para troca de experiências e para o fortalecimento do princípio de difusão do conhecimento para promoção do desenvolvimento social. Proporcionará, também, para cada participante, excelente oportunidade de melhor se identificar e/ou inserir nesse contexto de busca por mudanças e de visualizar a importância do seu papel no futuro e ações no mundo do conhecimento competitivo. 

Sexta, 16 Fevereiro 2007 15:37

AACR2 - 2ª edição

A última edição traduzida da AACR2 está disponível na ABDF para aquisição.
Sexta, 16 Fevereiro 2007 15:26

Semana do Bibliotecário

noticia_confraterMais uma vez o Dia do Bibliotecário será comemorado com uma semana de atividades, e terá início no dia 11/3 com a celebração de uma missa seguida de um churrasco de confraternização, tendo como anfitrião nosso querido e eterno presidente da ABDF Aníbal Rodrigues Coelho, no Recanto da Marina e da Sheila, no Núcleo Rural Casa Grande.
Foi concluído com sucesso a implantação do sistema de automatização de cadastramento de editores, de geração de números de ISBN e do ISBN 13 dígitos. Esse sistema foi desenvolvido de acordo com o preconizado pela Agência Internacional do ISBN e pelo CERLALC (Centro Regional do Livro para América Latina e Caribe).

Através do site www.bn.br/isbn os editores solicitam os serviços da Agência e podem consultar o Catálogo do ISBN e ter informações referentes ao número do ISBN imediatamente, mas o prazo para a execução do serviço é de três dias úteis.

Ainda no site da Agência é possível consultar estatísticas e o levantamento de produção editorial das empresas cadastradas.

Com a implantação desse sistema a Agência está empenhada em ampliar a oferta de serviços pela internet, para tanto estão sendo feitos investimentos em equipamentos de novos módulos do sistema.

A partir do dia 1º de março entrará em vigor uma nova tabela de preços para os serviços da Agência.

(Fonte: Câmara Brasileira do Livro (CBL) - 22/01/2007)

 
   
Quarta, 14 Fevereiro 2007 21:24

NOTA DE FALECIMENTO

Comunicamos o falecimento de Profa Dra. Haruka Nakayama, do Departamento de Ciência da Informação e Documentação da Faculdade de Estudos Sociais Aplicados da Universidade de Brasília.
Segunda, 27 Novembro 2006 21:00

RESOLUÇÃO CFB N.º 79 - Anuidades e Taxas

RESOLUÇÃO CFB N.º 79 DE 29 DE SETEMBRO DE 2006.

Dispõe sobre fixação de anuidades e taxas a serem pagas pelas Pessoas Físicas e Jurídicas inscritas nos Conselhos Regionais de Biblioteconomia, para o exercício financeiro de 2007 e dá outras providências.

O Conselho Federal de Biblioteconomia, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei nº 4.084, de 30 de junho de 1962, regulamentada pelo Decreto nº 56.725, de 16 de agosto de 1965, resolve:

Art.1º - Fixar para o ano de 2007 o valor de anuidade a ser paga aos Conselhos Regionais de Biblioteconomia, da seguinte forma:

I – Pessoa Física: ... R$ 255,74
II – Pessoa Jurídica:

Capital Social Anuidades

Até... R$ 500,00.... R$  78,50
De ...R$ 501,00  a  2.500,00 ....R$ 159,50
De ...R$ 2.501,00  a  4.500,00 ....R$ 238,01
De ...R$ 4.501,00  a  10.500,00 ....R$ 317,76
De ...R$ 10.501,00  a  50.000,00 ....R$ 396,26
De ...R$ 50.501,00  a  100.000,00 ....R$ 477,26
Acima de... R$ 100.000,00 .....R$ 795,02

Parágrafo Primeiro - O pagamento integral da anuidade de 2007 de pessoas física e jurídica, efetuado até 31.01.2007 terá desconto de 20% (vinte por cento); até 28.02.2007, de 15% (quinze por cento) e até 31.03.2007, de 10% (dez por cento).

Parágrafo Segundo – Em caso de parcelamento da anuidade, as parcelas obedecerão aos seguintes critérios:

a) Parcelamentos que se firmarem antes de 31/03/07: as parcelas vencidas até 31/03/07 não sofrerão qualquer acréscimo de juros, multa ou correção monetária, sendo que as parcelas que se vencerem após 31/03/07, sofrerão incidência de juros de mora de 1% (um por cento) ao mês e correção monetária pela variação mensal do IPCA/IBGE;

b) Parcelamentos firmados após 31/03/07: as parcelas sofrerão acréscimo de multa de 10% (dez por cento) sobre o valor da anuidade, juros de 1% (um por cento) ao mês e incidência de correção monetária pela variação mensal do IPCA/IBGE.

Parágrafo Terceiro - Será cobrada anuidade complementar à pessoa jurídica, sempre que houver atualização do seu capital social.

Art.2º - O valor da anuidade, após 31 de março de 2007, será corrigido pela variação mensal do IPCA/IBGE, bem como sofrerá acréscimo de 10% (dez por cento), a título de multa moratória, e juros de mora de 1% (um por cento) ao mês.

Parágrafo Único - Os débitos relativos às anuidades anteriores também serão atualizados, a partir da data de seus respectivos vencimentos, na forma estabelecida no “caput” deste artigo, sobre os mesmos incidindo a multa moratória de 10% e juros de mora de 1% ao mês, sendo que os débitos das anuidades de 2000 e anos anteriores, serão atualizados de acordo com o disposto no artigo 3º da Resolução CFB 029/00, publicado no D.O.U. de 10.11.2000, com as alterações implementadas pela Resolução CFB nº. 030/00 no D.O.U de 20.12.2000.

Art.3º - Quando de novos registros, a anuidade será cobrada na proporção de 1/12 (um doze avos) dos meses que faltarem para o término do exercício de 2007, incluindo-se o mês de registro, na íntegra.

Art.4º - Toda pessoa física e jurídica com registro secundário também pagará anuidade ao Conselho em cuja jurisdição se registrar.

Art.5º - As taxas e serviços terão os seguintes valores:

Registro principal de pessoa física e jurídica Até 20% da anuidade;

Registro secundário pessoa física e jurídica Até 10% da anuidade;

2ª via da carteira profissional Até 10% da anuidade;

2ª via da cédula de identidade Até 2,5% da anuidade;

Certidões Até 2,0% da anuidade.

Parágrafo Primeiro – O pagamento da taxa de registro principal dá ao registrado o direito de receber a carteira profissional e a cédula de identidade, no caso de pessoal física, e o certificado de registro, no caso de pessoa jurídica.

Parágrafo Segundo – Cada CRB, através de Portaria aprovada em Plenária, poderá estabelecer o percentual das taxas e serviços até o limite fixado no “caput” desta cláusula.

Art.6º - A anuidade em curso poderá ser parcelada por meio de Portaria expedida pelo Presidente do Conselho Regional e aprovada em Plenária, Portaria essa que garanta o princípio da isonomia, desde que o número de parcelas não ultrapasse o exercício de 2007 e atenda ao disposto no parágrafo segundo do artigo 1º. Desta Resolução.

Art.7º - Fica estabelecido que as anuidades, taxas e valores de serviços só poderão ser pagos através de boletos bancários, ficando definitivamente vedado o recebimento de valores via recibo ou qualquer outro meio, exceto no caso de primeira parcela de acordos judiciais.

Art.8º - Esta Resolução entra em vigor a partir de sua publicação, com eficácia a partir de 1º de janeiro de 2007, revogando-se as disposições em contrário.

Virgínia Ana Zimmermann

Presidente do CFB

Publicado no Diário Oficial da União, Seção 1, página 55

O Presidente do Senado Federal,
Senador Renan Calheiros, convida para a abertura da II Semana de Valorização da Pessoa com Deficiência
   
Quarta-feira, 22 de novembro de 2006, às 17h: Inauguração da Sala de Acessibilidade da Biblioteca do Senado Federal
Dotada de computadores adaptados para acesso ao acervo digital em áudio e texto.
Local: Biblioteca Acadêmico Luiz Viana Filho
17h:30: Abertura da Exposição da artista plástica Cristina Portella
Local: Biblioteca Acadêmico Luiz Viana Filho

   Deficientes terão sala especial na Biblioteca do Senado

   Pessoas com deficiências visuais, auditivas ou motoras ganharão do
Senado mais uma oportunidade de inclusão social nesta II Semana de
Valorização da Pessoa com Deficiência. A Biblioteca da Casa vai inaugurar
na próxima quarta-feira (22), às 17h, sua Sala de Acessibilidade Digital,
equipada com computadores de última geração, dotados do que há de mais
moderno em termos de tecnologia voltada a dar acesso ao grande acervo de
conhecimentos disponíveis em formato digital.

   Entre as facilidades que o público com algum tipo de deficiência
sensorial - e, nesse grupo, incluem-se também pessoas idosas - os
computadores terão os equipamentos e programas necessários para se
comunicarem com os usuários através da voz, por exemplo. Por esse
mecanismo, uma pessoa que não enxerga pode se comunicar com o computador
por meio de comandos sonoros, permitindo que livros ou documentos sejam
encontrados e, então, lidos pela própria máquina.

   Já para os deficientes auditivos está disponível o Dicionário da
Linguagem Brasileira de Sinais (Libras), pela qual o usuário pode encontrar
a tradução, simbolizada por gestos, da palavra que deseja. O serviço é
oferecido pela organização não-governamental Acessibilidade Brasil.

   As deficiências motoras também serão minimizadas na Sala de
Acessibilidade Digital. Muitas pessoas, por impedimento físico como a
tetraplegia, não têm coordenação motora para, por exemplo, lidar com o
mouse do computador. Em seu lugar, o computador irá captar sons (não
necessariamente palavras), que farão o papel do mouse e do teclado,
guiando-o até a informação que deseja.

   - O Senado vem empreendendo um grande esforço de inclusão social voltado
às pessoas com algum tipo de deficiência. A Biblioteca oferece, então, uma
parte de seu acervo, de mais de 500 mil documentos, que podem ajudar
pessoas que têm dificuldade de acesso à informação a ampliarem seus
conhecimentos e, assim, se tornarem mais competitivas, por exemplo, no
mercado de trabalho - afirma a diretora da Biblioteca, Simone Bastos
Vieira, ressaltando que, do ponto de vista arquitetônico, a Biblioteca já
está adaptada para deficientes físicos.

   A inauguração será feita pelo presidente da Casa, senador Renan
Calheiros, e pelo primeiro-secretário, senador Efraim Morais, e pelo
diretor-geral, Agaciel Maia. A Biblioteca convidou ainda pessoas com
diversos tipos de deficiência para conhecer o novo local que lhes é
oferecido pelo Senado.

   O projeto foi desenvolvido em parceria com a Secretaria Especial de
Informática, o Prodasen, que, por meio de seus técnicos, escolheu os
melhores equipamentos e programas, permitindo ainda a transferência de
grande parte do acervo físico para o meio digital. Esse trabalho, aliás,
será contínuo até que seja possível disponibilizar, em quantos formatos for
necessário, todo o acervo acumulado pela Biblioteca do Senado em seus 180
anos de história.

   Mais informações: Diretoria da Biblioteca - telefones: 61-3311.4765 ou
3311.1196

Página 49 de 57